Notícias

ARPE autoriza de tarifa reajuste de 6.06% do IPCA de 2016

tarifa reajuste

ARPE autoriza de tarifa reajuste de 6.06% do IPCA de 2016

Foi publicada hoje (27.12), no Diário Oficial do Estado de Pernambuco, a autorização da Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Estado de Pernambuco (ARPE) para o reajuste anual da tarifa de pedágio da Concessionária Rota do Atlântico. A partir da 0h do dia 04 de janeiro de 2017 passa a vigorar o valor de R$ 7.00, que representa a variação de 6,06% do IPCA (Índice de Preço ao Consumidor) para o ano de 2016, como previsto no Contrato de Concessão do Complexo Viário e Logístico de Suape.

 

A tarifa para carros de passeio, caminhonete e furgão passará de R$ 6,60 para R$ 7,00. Caminhão leve e ônibus (com rodagem dupla e dois eixos) pagarão tarifa de R$ 14,00. Já para os caminhões com semirreboque e ônibus (rodagem dupla e três eixos) o valor será R$ 21,00. Motocicletas, motonetas e bicicletas a motor pagarão tarifa de R$ 3,50. 

 

 A tarifa de pedágio considera a remuneração dos mais de R$ 350 milhões investidos até o momento pela Concessionária para garantir a agilidade e a segurança na prestação de serviço ao usuário. O valor abrange o Serviço de Auxílio ao Usuário (SAU), 24 horas, que conta com o suporte de inspetores de tráfego, guinchos leve e pesado, ambulância com resgatistas e viaturas de inspeção de tráfego, que pode ser acionado pelo telefone de emergência 0800.031.0009.  

 

Com 44 câmeras de alta resolução distribuídas ao longo da via, o tráfego da Concessionária Rota do Atlântico é monitorado pela equipe do Centro de Controle Operacional, que aciona apoios como socorro médico ou mecânico, com o foco em garantir uma viagem segura para quem seguir pela rodovia. Neste ano de 2016, a Concessionária já realizou 5,5 mil atendimentos de tráfego, sendo 1,7 mil veículos guinchados e 147 resgates, além recolhimento de objetivos e espanto de animais na pista . 

 

 A concessionária também registrou redução de 33% no número de acidentes  em relação ao ano passado - 63 de janeiro a novembro deste ano ante a 94 no mesmo período em 2015. Se comparado ao primeiro ano de operação, em 2014, a redução é de 70%. “Boas condições viárias somadas a o trabalho de educação de trânsito para a melhoria continua de nossos indicadores de segurança viária”, destaca o presidente da Rota do Atlântico, Elias Lages. 

 

A via expressa foi a rodovia mais bem avaliada do Norte e Nordeste na última pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Os trechos da PE-009 e PE-052, que compõem o complexo sob gestão privada foram os únicos considerados ótimos e bons nos quesitos estado geral, pavimento, sinalização e geometria da via entre as 20 rodovias do Estado que foram avaliadas no levantamento. 

 

 
voltar