Notícias

Quando o Brasil entrar em campo, nossa operação não irá perder nenhum lance do trânsito em Suape

Copa do Mundo segurança viária Operacao

Quando o Brasil entrar em campo, nossa operação não irá perder nenhum lance do trânsito em Suape

Neste domingo (17), quando a seleção brasileira estreia na Copa do Mundo 2018, numa partida contra a Suíça, Natasha Souza estará de olho no telão, mas com a atenção bem longe do gramado da Arena Rostov, na Rússia. Sua concentração em um monitor de 184 polegadas terá foco em outro tapete: a via expressa de acesso a Suape a Litoral Sul, para não perder nenhum lance – nenhuma manobra arriscada, cruzamento pela direita ou qualquer outra “falta” de trânsito. 

Operadora do Centro de Controle Operacional da Concessionária Rota do Atlântico, Natasha e outros 25 integrantes da empresa estarão de plantão no momento do jogo, para garantir a segurança viária no Complexo Viário de Suape. “Gosto de futebol, especialmente quando o time do Brasil está em campo, mas abro mão de estar torcendo ao lado minha família neste momento, entendendo a importância da minha função e da missão do negócio em que atuo”, considera Natasha. 

A gerente de Operações da Rota do Atlântico, Patrícia Alves, explica que para não desviar a atenção do trânsito, os profissionais que atuam da operação da concessionária, como controladores, inspetores e agentes de arrecadação, não podem utilizar dispositivos eletrônicos móveis de acesso à internet, como smartphones. “São equipes que precisam estar alertas, vigilantes. Uma espiadinha no celular para acompanhar um jogo pode comprometer a segurança”, explica a gestora. “Mesmo com fluxo de veículos baixíssimo durante os 90 minutos da partida, lidamos com situações de trânsito imprevisíveis, que ocorrem em questões de segundos, por isso não podemos desviar nossa atenção. É um cuidado que pode salvar uma vida”, reforça Patrícia Alves. 

Mas como é difícil ficar alheio à competição mundial de um esporte que é unanimidade nacional, a Rota do Atlântico fará um revezamento durante o primeiro e segundo tempo dos jogos do Brasil, para que os integrantes possam assistir às partidas nas salas de descanso da Concessionária. Não vai faltar pipoca e refrigerante para animar a torcida. 

ROTA DO ATLÂNTICO -  A Concessionária Rota do Atlântico é responsável pela administração da PE-009, trecho que tem início na BR-101 Sul, na altura do Hospital Dom Helder Câmara, no município do Cabo de Santo Agostinho, e segue até a PE-038, no distrito de Nossa Senhora do Ó, em Ipojuca. Com 49 câmeras espalhadas ao longo da via, a equipe do Centro de Controle Operacional da Rota do Atlântico monitora os 44 km de vias concessionadas. 

A Concessionária dispõe de um Serviço de Auxílio ao Usuário (SAU) com assistência 24h, com suporte de viaturas de inspeção de tráfego, guincho leve e pesado e ambulância com resgatistas. A frota inclui, ainda, um caminhão-pipa de combate a incêndios, equipes de limpeza e veículos para remoção de animais soltos na pista. Em caso de emergência médica ou mecânica, o apoio pode ser acionado pelo 0800.031.0009.   

 

voltar