Notícias

Oito equipes disputarão 26ª edição do evento, na Arena Massangana

Dia do Trabalhador Arena Massangana

Oito equipes disputarão 26ª edição do evento, na Arena Massangana

Nada de descanso: o feriado de 1º de Maio é dia de suar a camisa na comunidade Massangana, no Cabo de Santo Agostinho, quando oito equipes de futebol entram em campo para disputar o 26º Torneio do Trabalhador. A competição está marcada para às 8h, na Arena Massangana, espaço esportivo construído pelos próprios moradores do local, através de um projeto capitaneado pela Concessionária Rota do Atlântico, com investimento de 170 mil, em parceria com a ONG Love.Fútbol. 

A obra de transformação de um terreno baldio em uma arena esportiva foi executada pelos 85 moradores da região, alcançando cerca de 600 horas de trabalho voluntário nos mutirões.  Eles foram responsáveis pelo levantamento das muretas, alvenaria, alambrado e acabamento, piso e acabamento, balizas e portões pintura, iluminação e acabamento final. 

O espaço foi inaugurado em abril de 2015. Dois meses depois, uma enchente destruiu parte da estrutura esportiva. Mas a comunidade não desanimou e em menos de seis meses a Arena foi reerguida, em dezembro do mesmo ano. De lá pra cá, a manutenção da área fica a cargo de uma comissão formada por moradores da comunidade, que criaram um estatuto com as regras de uso,  

“Ao acompanharmos o cuidado que a comunidade vem tendo com a preservação do bem público ao longo desses dois anos, concluímos que o propósito de nosso projeto vem sendo atingido: mais do que proporcionar um espaço de lazer e interação social, a ação objetiva valorizar a autoestima, ao mostrar que os moradores unidos podem promover melhorias no ambiente em que vivem”, destaca o presidente da Rota do Atlântico, Elias Lages. “Esse sentimento de coletividade e empoderamento comunitário é muito simbólico no Dia do Trabalhador, quando se realiza o tradicional torneio”, completa Elias. 

 

Recentemente a reforma da Arena Massangana fez parte de uma dissertação de mestrado em Portugal, que virará livro, sobre a “Responsabilidade Social Corporativa no Esporte: relação entre o patrocínio e o contexto social”, no qual aborda as motivações das empresas em patrocinar projetos da ONG Love.Fútbol e a mudança social que ocorreu nas comunidades onde receberam as intervenções. 

 
voltar